13 de Fevereiro de 2010

 

Constituição dos Testículos dos Touros

O aparelho genital masculino é constituído por:
1. Testículos – alojados nas bolsas testiculares, têm uma função espermatogénica e uma função endócrina.
2. Vias espermáticas – sistema tubular que conduz, nutre, protege e armazena os espermatozóides, encaminhando-os junto com os produtos das glândulas anexas para o órgão copulador;
3. Glândulas anexas – glândulas vesiculares, próstata e glândulas bulbo-uretrais, cujas secreções têm um papel importante no metabolismo dos espermatozóides e que contribuem para a formação do sémen;
4. Órgão copulador – durante o coito introduz o sémen nas vias genitais femininas.

Os testículos são órgãos pares, ovóides, alongados, achatados lateralmente e de dimensões variáveis com o meio e com a idade. No touro cada testículo pesa entre 300 a 600g. São suportados pelo funículo espermático, sendo o esquerdo geralmente mais descaído do que o direito. Em cada testículo há a considerar dois bordos, um livre e um fixo, ao qual adere o epidídimo e duas extremidades ou pólos, a anterior ou dorsal e a posterior ou ventral. Cada testículo está rodeado pela túnica serosa, subjacente à qual existe uma cápsula de tecido conjuntivo formada de fibras colagénias e elásticas de cor esbranquiçada designada túnica albugínea. Esta reflecte-se para o interior do órgão ao longo do seu bordo fixado formando o mediastino testicular ou corpo de Highmore, que tende a dispor-se numa localização central. Alberga segmentos de sistema canicular, dos vasos e dos nervos testiculares. Do mediastino para a face interna da albugínea partem lamelas divergentes que delimitam o parênquima testicular em lóbulos coniformes, verdadeiras unidades funcionais do testículo. Em cada lóbulo existem dois a quatro tubos seminíferos, nos quais as células germinais se mutiplicam e convertem em espermatozóides. Os tubos seminiferos com um diâmetro de 200 a 300µm e muito flexuosos, são mantidos por um tecido conjuntivo reticular. A sua parede possui externamente uma lâmina própria, resistente, de fibras conjuntivas dispostas concentricamente e uma membrana asal ou vítrea, sobre a qual repousa um epitélio com diversas camadas de células de dois tipos fundamentais – as espermatogénicas e as de suporte ou de Sertoli. Nas espécies pecuárias maiores, como é o caso dos bovinos, o comprimento total dos tubos seminíferos estará entre os 3000 e os 8000 m, representando 60 a 80% do volume total da gónada. O estroma do lóbulos testicular comporta ainda um conjunto de células secretoras designadas células intersticiais ou de Leydig (Cannas Simões, 1984).
publicado por Santos Vaz às 18:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO